quinta-feira, 8 de novembro de 2012

FIAT TURBINA 1954





Con questo modello Fiat fu la prima casa automobilistica europea a realizzare una vettura azionata da turbina a gas. La concept car è il risultato di un lungo progetto iniziato nel 1948, e collaudato per la prima volta il 4 aprile del 1954 sulla pista del Lingotto. Il motore è caratterizzato da un compressore a due stadi, turbina a due stadi, turbina motrice a uno stadio e relativo gruppo riduttore per la trasmissione alle ruote di circa 1000 kg. la velocità massima dichiarata è di circa 250 km/h, il corpo vettura era caratterizzato da due pinne stabilizzatrici posteriori facenti parte di una sezione posteriore completamente asportabile che racchiudeva il propulsore alloggiato in un compartimento insonorizzato. L'ottimo studio aerodinamico permetteva alla vettura di avere un Cx di 0,14. Il telaio era formato da elementi tubolari, la vettura era a 4 ruote indipendenti, e il cambio era sostituito dal funzionamento della turbina che era simile ad un convertitore idraulico. La trasmissione era dotata di un riduttore che portava i 22000 giri a massimo regime a circa 4000 al differenziale. Le sospensioni anteriori erano derivate dalla Fiat 8V del 1952.




Il sistema di illuminazione anteriore era caratterizzato da dei fari inglobati nel corpo vettura, che quando servivano si indirizzavano verso la strada (soluzione adottata anche da Bertone per la seconda vettura della famiglia Alfa Romeo BAT anch'essa esposta al salone dell'auto di Torino dello stesso anno). Dopo l'esposizione, il progetto venne accantonato per motivi tecnico produttivi, e con esso anche la sportiva torinese che oggi si trova al Museo dell’Automobile di Torino.

Ma che bella macquina !
Tudo em lingua italiana para o pessoal "rosso" ficar mais calmo...

15 comentários:

Rui Amaral Jr disse...

Chic demais este blog!

regi nat rock disse...

Voce está de gozação , só pode. Que ronha, vish!. Visual até meio que palatável, menos o bocão na frente.
nunca ouvi falar nisso e não faço muita questão de saber muito mais.

Migdonio disse...

Ai elevou o nivel demais, post em italiano! Estou me sentindo descriminado, vou tomar denunciar esse blog.

Paulo Levi disse...

"...due pinne stabilizzatrici posteriori facenti parte di una sezione posteriore completamente asportabile che racchiudeva il propulsore alloggiato in un compartimento insonorizzato." Poesia pura!

Não sabia que esse foi o primeiro carro a turbina, sempre achei que tivesse sido o da Rover.

Agora, que esse dado de Cx de apenas 0,14 me parece um tanto otimista, parece. Será que isso é fato?

Francisco J.Pellegrino disse...

PL, cx de 0,14 otimista demais...vamos conferir a informação...

Rui Amaral Jr disse...

Paulo esse cx nem avião caça tem!rs Vc sabe como os italianos são!
Regi nos anos 60 esse carro aparecia em todas revistas de moda, note bem "de moda"!rsrsr

Belair disse...

Eita lingua fdp de bonita,sô! devia ser obrigatoria em todas as escolas...
Agora,como diz o Chicão,ceis tão inzigente dimais!Era 1954 pô!Se as portas fossem do tipo asa de gaivota,já era um avião pronto...só decolar.
Ainda mais com esse Cx absurdo,que deve ter sido medido com o auxílio do ventilador(ventilattore?)da nonna...kkkkkkkkkkkk

Standvirtual disse...

A Fiat tinha umas ideias em 1954...este carro é uma peça de museu, faz parte da história e inovação do automóvel.

Irapuã disse...

Caiu o queixo!
De 1954 com projeto iniciado em 48! Só não contou como parava um foguetinho desses. E eu que pensava que FIAT significava "Família Italiana Atrapalhando o Trânsito"... (entre outras).

Esse espaço está cada vez mais se tornando fonte de cultura automobilistica.
Como disseram o Rui e o Mig, esse 'brog tá ficano bâum por dimais, sô!' Parabéns Chico.

Paulo Levi disse...

Belair, acho que não mediram esse Cx com o ventilatore da nonna. Devem ter usado o ventaglio (leque) da bisnonna.

Paulo Levi disse...

Do site http://www.rover.org.nz/pages/jet/jet5.htm:

"This motor was the one finally installed in Rover's 'latest' product (a P4 75 Cyclops) - called JET 1, it made its first runs on March 14 1950 and was subsequently shown to the RAC and the Press.
Brief descriptions of the Gas Turbine cars and events follow.

A. 1950.
JET 1. World's first jet car Inboard rear engine, suspension and brakes etc. standard P4.
Compressor turbine 40,000 rpm light-up at 3,000 rpm
Power turbine max 26,000 rpm idle 13,000 rpm
Max bhp 100.
Test speed 85mph. Max mpg 6.


De onde se conclui que essa afirmação de que foi a Fiat que fez o primeiro carro a turbina tem tanta substância quanto o Cx de 0,14.

Francisco J.Pellegrino disse...

Hj temos os protótipos tipo Le Mans, a flecha da Nissan, a "beleza" dos fórmula Um e seus maravilhosos apêndices aerodinâmicos...este carro está nos primórdios dos anos 50, vá e verifique como eram os carros de corrida naquela época....!

M disse...

Que saco !
Não aguento mais estas ronhas !
Que tal variar um pouco e colocar umas receitas de bolo ?

Ron Groo disse...

Po, eu bem que tentei ler, mas meu italiano só vai até conchiglione e canellone.

Mas o carro é simpático.

Mas falando sério, eles foram os primeiros a por uma turbina em um automóvel? Poxa, e o que explica chegarem aqui no Brasil com os 147 de motor de liquidificador?

M disse...

Enquanto esperamos as receitas de bolo, vamos falar do ridículo Cx 0,14 = Pura cascata !
Isso não existe ! Nem a folha onde foi desenhado tem este Cx !
Com muito otimismo, das prenchetas pode até sair algo por volta de 0,20 !
MAS o pobrema é que um carro com este Cx não para no chão ! É morte certa !
Os penduricalhos necessãrios para manter a josta no chão jogam a coisa prá cima dos 0,30 !
Mágica não existe !